Regionais - Policial mais alto da Índia come 40 ovos por dia e bebe 5 litros de leite - Notícias
(1) 2 3 4 ... 8005 »
Regionais : Policial mais alto da Índia come 40 ovos por dia e bebe 5 litros de leite
Enviado por alexandre em 28/03/2015 11:30:44


Considerado o policial mais alto da Índia, Rajesh Kumar, de 38 anos e 2,23 metros de altura, é uma figura conhecida entre os moradores  de Gurgaon, onde trabalha como guarda de trânsito. Ele sonha em se tornar um lutador e, para isso, se exercita por seis horas diárias, segundo a imprensa local.

Apesar de parecer intimidador, o pai de dois filhos, que se tornou policial em janeiro, virou uma celebridade na cidade, encantando pedestres que param para pedir seu autógrafo.

De acordo com a India TV News, Kumar é o terceiro homem mais alto do país e possui um apetite voraz. Pesando 155 kg, ele consome diariamente 40 ovos, 3 kg de frango, 5 litros de leite e 4 kg de frutas todos os dias.

A alta conta no fim do mês é paga com seu salário e com ganhos provenientes da agricultura.

Manejar o tráfego em Gurgaon, cidade notória por seu recorde de acidentes, é um trabalho difícil. Mas Kumar gosta do desafio e tem em “The Great Khali”, famoso lutador indiano, uma inspiração.

“Eu quero copiar o sucesso do Great Khali, que também foi recrutado como policial. Meu objetivo é me tornar um lutador de renome mundial como ele”, disse Kumar ao jornal “The Times of India”.

Para isso, ele já faz treinamentos específicos há um ano e meio.

ind1.jpg

Fonte: Com informações do G1

Publicado Por: Fábio Carvalho

Brasil : PEITO OU BUNDA
Enviado por alexandre em 28/03/2015 11:23:06


Pesquisa mundial revela do que os homens gostam mais

Os homens preferem peito ou bunda? A dúvida que ronda o imaginário de muitas mulheres foi respondida por uma pesquisa feita pelos sites pornô Pornhub e Youporn em parceria com o jornal suíço 20 Minuten. O levantamento englobou o mundo inteiro e concluiu: eles preferem as bundas

No continente americano, apenas Argentina e Canadá apreciam mais a comissão de frente do que o derriére. Sim, os Estados Unidos, país dos “peitões” é, majoritariamente, um amante dos bumbuns: dos 50 estados norte-americanos, só 10 gostam mais de seios.

o-que-os-homens-preferem-bunda-peito-mapa.jpg

A África é também do "time da bunda", enquanto o continente europeu e a Ásia, em geral, gostam de peitos.

A pesquisa mostra, entretanto, que o Brasil é 142º país que mais aprecia o bumbum: a Tanzânia é a mais apaixonada pelo atributo feminino.

O estudo foi além e mostrou também graus de preferência de outras partes do corpo da mulher, por exemplo:

Vagina: Uganda é o país que mais gosta do órgão. O Brasil vem em 206º lugar.
Pernas: Os poloneses são os que mais têm apreço pelas pernocas; nós estamos na 32ª posição.
Pés: A Síria é a nação com maior fetiche por eles; o Brasil está na 22ª colocação nesse quesito.


Fonte: Com informações do Bolsa de Mulher

Amor e Sexo : Aprenda como usar a temperatura para melhorar o sexo com o parceiro
Enviado por alexandre em 28/03/2015 11:18:28

Pouca gente se dá conta, mas usar a temperatura para melhorar o sexo é um dos truques mais básicos e eficazes que existem. Quando mudamos a temperatura à qual nosso corpo está exposta, nosso corpo desencadeia uma série de reações: endorfinas (uma substância que causa prazer) são liberadas, ficamos mais alertas e a excitação aumenta. O melhor de tudo é que é possível brincar com a temperatura sem gastar nada, usando apenas o que você tem em casa. Saiba aqui como brincar com a temperatura para melhorar o sexo de uma forma surpreendente! Confira as dicas!

Esquente os lençóis!

De acordo com o biopsicólogo Mark Blumberg, “colocar algo quente no seu parceiro aumenta a temperatura termal dele, fazendo com que seu fluxo sanguíneo aumente, o que, por sua vez, faz com que sua pele fique mais receptiva aos estímulos”. Ou seja, se ele já gostava quando você o beijava no pescoço, colocar algo quente vai aumentar ainda mais esse prazer! Saiba como usar as altas temperaturas a seu favor.

1. Respire

Antes de tocar as partes mais sensíveis dele, respire em cima delas. Com isso, você vai esquentá-las e quando for realmente agir, a sensação dele vai para as alturas!

2. Secador de cabelos

Semelhante ao ponto acima, utilize o secador de cabelo para esquentar diferentes partes do corpo dele. Além da sensação prazerosa de calor, ele vai experimentar a sensação de frio, pois quando retirar o secador de uma região e ir para outra, ele vai ser estimulado pelo frio de uma forma diferente. Utilize uma temperatura que seja agradável para ele.

3. Lubrificante quente

Existem alguns tipos de lubrificantes que causam uma sensação térmica de calor para melhorar o sexo. Além de usar no pênis, você pode massagear passar um pouco dele na área entre o pênis e o ânus, pois esta é uma área de extremo prazer para os homens. Passe um pouco e espere, só então dê uma massagem gostosa. Utilize o lubrificante em outras zonas erógenas, como pescoço, mamilos, orelhas, testículos etc.

4. Façam uma sauna juntos

Fazer uma sessão de sauna juntos antes de fazer sexo é ótimo porque além de esquentar o corpo como um todo, o baixo nível de oxigênio vai deixar vocês dois mais sensíveis aos estímulos sexuais. Se vocês fizerem a linha ousados, podem até tentar fazer sexo na sauna!

5. Água

Ao lado da cama, coloque um copo com água morna. Tome um gole, aquecendo assim sua boca e seu interior. Depois, tome um gole menor e deixe a água na sua boca. Com a água ainda na boca, faça um oral nele, com certeza ele vai adorar a sensação da água misturada à sua língua e, é claro, com o calor.

Refresque-se!

Agora é a vez das temperaturas descerem… Assim como no caso do calor, colocar algo frio na pele faz com que o corpo do cara seja bastante estimulado, só que de uma maneira diferente. Quando a pele entra em contato com algo frio, o corpo responde fazendo com que uma maior quantidade de sangue circule naquela área para aquecê-la, o que por sua vez gera calor e faz com que aquela região fique mais sensível.

1. Gelo

Coloque o gelo já um pouco derretido na sua boca e então percorra o corpo do seu amado. Pode ser da nuca, descendo pela espinha ou do ao longo das pernas, na parte interna ou na parte de trás delas. Você pode fazer a mesma coisa usando apenas sua língua: deixe um gelo dentro da boca por um bom tempo e depois retire-o, usando sua língua gelada nas partes mais sensíveis dele.

2. Nos testículos

Os testículos têm uma pele mais fina e sensível. Na hora de usar o gelo neles, é bom enrolar o gelo em um paninho para protegê-los de sensações desagradáveis ou até mesmo evitar que o gelo “grude” na pele.

3. Colher gelada

Essa dica é para aumentar o seu prazer. Com antecedência, coloque uma colher no freezer da geladeira, e na hora de transar, retire-a. Peça para ele usar a colher para estimular sua vagina e seu clitóris. Assim como no caso do gelo, é bom se certificar que a colher não esteja completamente congelada a ponto de grudar no revestimento vaginal.

4. Sexo oral

Enquanto estiver fazendo sexo oral, alterne sua boca com algo frio. Por exemplo, você pode respingar água de fria a morna. Este jogo quente-frio é uma chave para melhorar o sexo!

5. Faça ele durar mais

Quando vocês já estiverem na fase da penetração, mantenha algo frio por perto. Se ele estiver pronto para o orgasmo e você ainda não, simplesmente coloque algo frio na pele dele. Isso fará com que o corpo dele desvie um pouco a atenção para aquela área, sem que ele perca a ereção.

Sexo BDSM

Se vocês curtem o sexo BDSM (sadomasoquista, dominatrix etc.), o jogo de temperaturas para melhorar o sexo é mais do que bem vindo. Utilize bastante gelo, pingos de vela, gotas de chocolate quente para causar o efeito desejado.

Fonte: Com informações do Blog Irresistível

Publicado Por: Lanna Pontes

Amor e Sexo : Confira alguns erros que podem estragar o sexo oral para eles e acabar o clima
Enviado por alexandre em 28/03/2015 11:17:28

Confira alguns erros que podem estragar o sexo oral para eles e acabar o clima

A principal (e talvez única) regra que podemos citar quando falamos de fazer sexo bem é: seja espontânea. Sentir o momento, perceber as reações do parceiro e fazer aquilo que dá vontade na hora, focando-se na entrega e no prazer mútuo, são os segredos para ter uma relação inesquecível. Ainda assim, informação nunca é demais, e conhecer melhor o corpo do parceiro pode minimizar o risco de incidentes na hora H.

O sexo oral costuma ser uma parte importantíssima das preliminares tanto para homens quanto para mulheres. Por outro lado, a prática requer cuidados extras, já que se trata de um estímulo direto em uma das áreas mais sensíveis do corpo, e basta uma raspada de dente acidental para acabar com o clima.

Para esclarecer dúvidas e elucidar para as mulheres como os homens sentem cada estímulo durante o sexo oral, a educadora sexual e fisioterapeuta Débora Pádua listou os erros mais comuns que as mulheres cometem durante a prática. Vale ressaltar que cada pessoa tem gostos diferentes na cama, portanto conversar com o parceiro para descobrir as preferências dele e contar quais são as suas é a melhor forma de aprimorar o sexo.

Brincar de dar mordidinhas. “Isso deixa o homem muito inseguro, com medo de ser machucado. Ainda que não doa, ele sente aflição. Evite os dentes o máximo possível.”

Pegar no saco escrotal sem muito cuidado. “Se um testículo bater no outro, causa uma grande dor. Seja bem gentil ao tocar na região, acaricie e faça pressão bem de leve.

Fazer cara de nojo. “Se você se dispõe a fazer sexo oral é porque, teoricamente, está com vontade. Só faça se for para curtir e ter prazer, senão, é melhor para ambos que não faça.”

Não usar as mãos. “Além de dar o limite de até onde o pênis pode entrar na sua boca, evitando engasgos, usar as mãos dá mais recursos, como acariciar os testículos, e é mais envolvente.”

Não explorar os testículos. “São uma área muito sensível do corpo, por isso podem dar muito prazer ao homem. No entanto, é preciso ter delicadeza.”

Tocar o ânus sem avisar. “Apesar de ser uma das áreas mais sensíveis do corpo de ambos, não podemos ignorar que esse assunto é tabu para a maioria dos homens. Vale conversar antes.”

Fazer só garganta profunda. “Vemos isso nos filmes pornô e achamos que é o mais prazeroso. Certamente é um fetiche do homem, mas, fisicamente, não é o mais estimulante.”

O ideal, segundo Débora, é variar os estímulos, percorrendo a língua pelo pênis e também colocando-o inteiro na boca (se a mulher se sentir à vontade, claro).

Não dar atenção à glande. “Este é o ponto mais sensível do pênis, especialmente o frênulo [pele entre cabeça e corpo do pênis]. Passe a língua nesta área e sugue de forma delicada.

Fazer somente movimentos de sucção. “Muitas pessoas pensam que é o melhor, mas nem sempre. O mais prazeroso é combinar movimentos e fazer tudo com envolvimento.

Economizar saliva. “Não é que a mulher precise ficar babando, mas a saliva é essencial para deixar o pênis úmido e evitar atrito, pelo menos no início.”

Apagar as luzes. “Para o homem, ver a parceira fazendo sexo oral nele é muito excitante, pois envolve um fetiche. Além disso, eles têm o estímulo visual muito aguçado...

... Não precisa fazer carão caso não se sinta à vontade, mas deixe que ele te veja.”

Fonte: Com informações do Bolsa de Mulher

Publicado Por: Lanna Pontes

Amor e Sexo : 10 coisas que năo têm a ver com sexo e afetam sua vida sexual
Enviado por alexandre em 28/03/2015 11:16:27

Hábitos e acontecimentos corriqueiros que, aparentemente, não têm nada a ver com a libido do casal podem interferir significativamente na performance sexual. Aprenda a lidar com dez desses vilões.

ROTINA: quando é prazerosa, a rotina demonstra que a relação do casal está saudável. Mas a partir do momento em que um dos pares (ou ambos) já não tem interesse em saber como o outro está e não cuida do relacionamento, a vida sexual pode naufragar. "Após um tempo juntos, devido à estabilidade e às tarefas cotidianas, alguns casais começam a postergar a atividade sexual. Um dia porque estão cansados, no outro porque precisam cuidar dos filhos e, quando se dão conta, já não transam mais", diz o terapeuta sexual Diego Henrique Viviani, professor do Inpasex (Instituto Paulista de Sexualidade). "Embora muitas pessoas tenham preconceito com essa estratégia, marcar uma data para fazer sexo é uma ótima saída para driblar a rotina. É preciso criar situações para estar junto com o par e curtir o relacionamento, caso contrário, ele continuará em segundo plano", explica o especialista.

PREGUIÇA: vez ou outra, ceder à preguiça devido ao cansaço não é um problema. Mas é preciso tomar cuidado para que ela não vire desculpa para a falta de desejo e afete o relacionamento. "Se essa atitude se tornar frequente, o par poderá se sentir desvalorizado", afirma o terapeuta sexual Diego Henrique Viviani. Segundo ele, é compreensível que, em certas ocasiões, seja inviável driblar o cansaço e engatar um sexo prazeroso. Mas, em outras, vale a pena fazer um esforço para vivenciar esse momento. "Pode ser que o sexo não seja fenomenal, mas é possível aproveitar as carícias e curtir. Basta se deixar envolver", diz Viviani.

FALTA DE DINHEIRO: ficar sem um tostão para arcar com as despesas ou ter de se privar de algumas coisas de que gosta por estar com o dinheiro contado é estressante e derruba a autoestima. "A tristeza e o nervosismo, decorrentes da situação, evidentemente afetam a libido", explica o ginecologista e sexólogo Amaury Mendes Jr., professor do Ambulatório de Sexualidade da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Para evitar que a vida sexual vá por água abaixo e o parceiro comece a achar que o problema é com ele, o psicólogo Roberto Mendes Guimarães, especializado em Sexualidade Humana e professor da Unicentro (Universidade Estadual do Centro-Oeste), sugere manter um diálogo aberto. "A falta de comunicação é o que geralmente acarreta mais problemas entre o casal", diz. Além disso, quanto mais unidos, mais facilidade o casal terá para encontrar uma solução para o problema financeiro.

ANSIEDADE: seja por conta dos problemas do dia a dia ou devido à vontade de impressionar o parceiro na cama, a ansiedade pode afetar muito a vida sexual, provocando problemas como ejaculação rápida ou falta de ereção. "A atividade sexual exige relaxamento e calma. Diante de tensões, o organismo coloca o corpo em estado de alerta e o sangue vai para as extremidades. Mas o pênis precisa de boa circulação para ficar ereto", declara o terapeuta sexual Diego Henrique Viviani. No caso das mulheres, a consequência da ansiedade é a dificuldade de conseguir uma boa lubrificação. O conselho do psicólogo Roberto Mendes Guimarães é tentar deixar a preocupação de lado. "Para sentir e proporcionar prazer, deixe as coisas fluírem e aproveite o momento", afirma.

INSATISFAÇÃO PROFISSIONAL: é comum que pessoas descontentes com o trabalho tenham sua autoestima afetada. Alterações de humor também são comuns. E tudo isso diminui a libido e a disposição para o sexo. A melhor solução para fugir dessa cilada é atacar o gerador da insatisfação. "Avalie se o problema está em você ou no seu emprego. Depois, pense em alternativas que estejam ao seu alcance para modificar a situação", diz o psicólogo Roberto Mendes Guimarães. Se a insatisfação for decorrente de algum desentendimento no ambiente corporativo, procure resolver diretamente com o colega. Mas se o problema for com a empresa ou a profissão, em alguns casos, pense em uma mudança, mas com cautela.

ALIMENTAÇÃO: alguns sintomas decorrentes da má alimentação causam indisposição e não combinam com sexo. É o caso da azia, da má digestão, do estufamento e da formação de gases. Daí a importância de ingerir alimentos saudáveis e evitar consumir porções exageradas de comida, principalmente antes de ir para a cama. "Ingerir comida em excesso deprime o sistema nervoso central, responsável pelo bom funcionamento do organismo. A má alimentação colabora para o entupimento das artérias, como a do pênis, prejudicando a ereção", explica o ginecologista e sexólogo Amaury Mendes Jr. A ereção afetada por esse motivo não é comum, mas acontece.

SEDENTARISMO: se levar em consideração que o sexo também é uma atividade física, será fácil chegar à conclusão de que, quanto mais você se exercitar, mais disposição terá para transar. Sem contar que, conforme explica o ginecologista e sexólogo Amaury Mendes Jr., a prática de exercícios também libera substâncias como a serotonina, que aumentam a autoestima, a sensação de bem-estar e a excitação. "Existem, ainda, os benefícios estéticos, que contribuem para aumentar ainda mais a autoestima e a disposição sexual", afirma o especialista.

BEBIDAS ALCOÓLICAS: o álcool é uma droga depressora e, em excesso, diminui a percepção sensorial (afetando os cinco sentidos), que é imprescindível para o sexo. Segundo o ginecologista e sexólogo Amaury Mendes Jr., a substância também degrada mais rápido a testosterona, hormônio masculino diretamente relacionado à libido. "Em altas quantidades, a bebida pode prejudicar a resposta do organismo, fazendo com que o orgasmo demore mais tempo para acontecer. Também podem ocorrer problemas de ereção e falta de lubrificação", fala o terapeuta sexual Diego Henrique Viviani.

TRATAMENTO MÉDICO: antidepressivos e medicações para o tratamento de doenças crônicas, como hipertensão e úlcera, podem alterar a função hormonal, diminuindo a libido. Remédios para calvície e alguns anticoncepcionais também podem afetar o desejo sexual e baixar a taxa de testosterona. "Se isso ocorrer, não interrompa o tratamento. Procure o seu médico, que poderá avaliar a necessidade de alterar a dose ou mudar a medicação", declara o psicólogo Roberto Mendes Guimarães.

Fonte: Com informações do UOL

Publicado Por: Fábio Carvalho

(1) 2 3 4 ... 8005 »