Regionais - Miss transforma o corpo e vira modelo fitness - Notícias
(1) 2 3 4 ... 8260 »
Regionais : Miss transforma o corpo e vira modelo fitness
Enviado por alexandre em 27/05/2015 23:25:12


Cansada de ser magra e de comer, comer, e não engordar, Priscilla Santanna, a Miss Monte Alto 2009, resolveu mudar o corpo. A moça da cidade do interior de São Paulo largou as passarelas dos concursos de beleza e ganhou dez quilos de músculos. A transformação de Priscilla começou na faculdade de Educação Física, há dois anos. "Me apaixonei pela musculação e passei a me dedicar a ganhar massa muscular. Hoje sigo uma alimentação super regrada, orientada por uma nutricionista. Dei adeus às bebidas alcóolicas e ao chocolate, que tanto amo", conta ela, que sempre sofreu com o corpo magrinho. "Tive muito apelido e fui muito zoada na adolescência. Me chamavam de 'sacolinha de osso', 'diet shake', 'Olívia Palito'. E as gostosinhas agora estão todas gordas!", alfineta. Com 1,75m de altura, 9% de gordura corporal e 480ml de silicone em cada seio, Priscilla pariticipou do reality show de saradas e sarados "Lust In The House" - que foi ao ar no Youtube e teve o ex-BBB Yuri como jurado. Para dar adeus às formas longilíneas de miss, a paulista segue uma dieta radical, que começa com um café da manhã feito com oito claras de ovo e aveia.

"Três horas depois como uma quantidade específica de proteína com carboidrato que pode ser batata doce ou mandioca. Tudo que como é pesado", explica. Terminantemente contra o uso de anabolizantes, Priscilla garante que só consome os complementos que não trazem risco à saúde, como proteínas e aminoácidos. “As pessoas são muito maldosas, escrevem dizendo que uso anabolizantes, algo que sou totalmente contra”, afirma ela.

Justiça em Foco : Advogada é pedida em casamento durante audiência na Justiça do Trabalho
Enviado por alexandre em 27/05/2015 23:21:02

Advogada é pedida em casamento durante audiência na Justiça do Trabalho


Uma audiência na Justiça do Trabalho de Vitória, no Espírito Santo, que aconteceu nesta terça-feira (26), foi marcada por um pedido inusitado de um reclamante, para que a juíza fizesse consta na ata da sessão um pedido de casamento para sua advogada. A advogada Silvia Veloso foi pedida em casamento pelo também advogado Pablo Rodrigues, que era seu cliente em uma ação trabalhista. A juíza Flávia Martins Pepino afirma que nunca havia presidido uma audiência que culminasse em um pedido de casamento. “Era uma audiência normal, a secretária apregoou, as partes entraram, tinha que designar uma perícia, a advogada, no início, disse que não estava se sentindo bem, perguntou se poderia antecipar, ai eu fiz tudo, e no final, o reclamante pediu a palavra e perguntou se podia fazer um requerimento para constar em ata”, conta. A juíza diz que o reclamante disse que precisava fazer constar em ata uma prova de outro processo. “Eu perguntei: sim, mas o que? Aí ele disse, quando eu falar, a senhora vai saber. Eu disse: o senhor pode fazer e se eu entender que é válido eu consto na ata. Aí ele falou: eu gostaria que constasse meu pedido de casamento e saber se a doutora, minha advogada, se aceita casar comigo. Todo mundo ficou muito surpreso” lembra a magistrada. A juíza afirma que olhou para Silvia e percebeu que ela ficou muito envergonhada. Ela também perguntou para advogada se poderia fazer constar em ata o pedido de casamento e se ela aceitava se casar com Pablo. Os dois se olharam, e foi aí que a julgadora percebeu que os dois já se conheciam. “Até então, eu achei que era um reclamante que se apaixonou pela advogada e resolveu pedir em casamento, mas não. Eles já eram noivos, mas não tinham demonstrado antes”, afirma. Segundo Flávia Martins, o pedido de casamento “foi uma coisa diferente para alegrar o dia”. O site G1 do Espírito Santo, Pablo contou que entrou com uma ação contra a empresa que havia trabalhado pedindo adicional de periculosidade, e que Silvia foi sua advogada, por atuar na esfera trabalhista. Tudo foi planejado por ele a caminho da audiência. O casal participa de uma promoção para se casar no Rock in Rio, em setembro deste ano, e já foi aprovado em duas etapas. Em 2013, o casal fez uma festa de noivado para mais de 100 pessoas, mas o pedido, na época, não foi de casamento, foi apenas de noivado. Silvia disse que foi pega de surpresa com o pedido, pois não imaginava que ele fosse fazer isso em uma audiência. Os dois se conheceram na faculdade, quando Silvia ela era aluna dele. Na época, Pablo era noivo e Silvia era casada, o que os impediu de ficarem juntos. Anos depois, com o fim do relacionamento dos dois, eles se reencontraram e começaram a namorar em junho de 2010.

Regionais : Mãe pede indenização de R$ 512 mil após filho levar mais de 30 mordidas
Enviado por alexandre em 27/05/2015 23:18:56

Mãe pede indenização de R$ 512 mil após filho levar mais de 30 mordidas


A família de uma criança de 3 anos, que levou mais de 30 mordidas dentro da creche municipal Neusa Nadir Graf, em Sinop, a 503 km de Cuiabá, pediu indenização de R$ 512 mil por danos morais e materiais na Justiça de Mato Grosso. Davi Werlang foi mordido por outra criança enquanto estavam sozinhos dentro de uma sala da creche, em abril de 2013, quando tinha apenas um ano e quatro meses. Na época, a monitora que cuidava das crianças alegou à polícia que teria deixado a sala por apenas cinco minutos para beber água. Ela disse que, quando retornou, a outra criança estava em cima do bebê e o mordia de forma constante por todo o corpo, mas apesar do depoimento, foi indiciada pela Polícia Civil por abandono de incapaz e lesão corporal.Carla Cristina Werlang Miranda, mãe do menino, quer que o município pague pelas despesas médicas e consultas psicológicas que a família de Davi teve que bancar e, além disso, a família quer que a prefeitura arque com as despesas de uma cirurgia na orelha que Davi deverá fazer no futuro.Hoje, dois anos depois do fato, a família alega que a criança sofre com as sequelas emocionais e físicas deixadas pelo incidente. Segundo o G1 MT, a mãe afirma que o garoto apresenta dificuldades de relacionamento afetivo com outras crianças e até com os próprios parentes. “Meu filho era calminho e cativante. Hoje ele está agressivo e revida tudo. Cheguei a colocá-lo em uma creche, mas ele não se enturma mais com outras crianças, ficou três meses e não aceitava, tive que tirá-lo. Tem momentos que ele se isola e fica retraído”, disse Carla. Agora a criança costuma ficar com a mãe durante todo o dia. “Ele só aceita ficar comigo e com o pai dele. Davi tem medo de ficar sozinho. Ele não fica nem com os irmãos dele”, comentou a mãe. A criança tem outros cinco irmãos que são adolescentes e um de seis anos. De acordo com a mãe, Davi chega a agredir o irmão de seis anos. De acordo com a família, parte da cartilagem da orelha de Davi terá que ser reconstruída, pois teria ficado "amassada" e "mastigada". No entanto, o médico que atendeu a criança disse que esse procedimento cirúrgico poderá ser feito quando o menino for mais velho. “Queremos a indenização para que ele faça consultas no psicólogo e no médico, frequente a escolinha e possa fazer a cirurgia”, disse a mãe. O advogado que defende a família, Silvio Marinho do Nascimento, diz que os pais de Davi tiveram prejuízos financeiros por terem que ficar sem trabalhar para cuidar do bebê, já que Davi não aceitava ficar com outras pessoas. A família pede R$ 500 mil por danos morais e R$ 12 mil por danos materiais. A prefeitura de Sinop terá que se manifestar sobre a indenização em um prazo de 60 dias. Depois disso, caso seja necessário, uma audiência deverá ser marcada pela Justiça. Um outro processo, o criminal, também continua aberto para investigar o caso. 

Prefeitura - A assessoria da prefeitura de Sinop informou que já pagou o acompanhamento médico e psicológico ao casal e a Davi. Também disse que a servidora que cuidava das crianças no dia do acidente respondeu a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) e cumpriu a suspensão de 90 dias de afastamento. Ainda de acordo com a prefeitura, a cirurgia plástica seria desnecessária já que a cartilagem estaria apenas inchada e que Davi se recuperaria.

Regionais : Diretora de creche encontra menino de 2 anos tendo relação íntima com menina de 5 e os obriga repetir cena para filmar
Enviado por alexandre em 27/05/2015 22:59:41



Uma diretora do jardim de infância está enfrentando pena de prisão perpétua ao obrigar um menino de dois anos ter relação íntima com uma menina de cinco, após encontra-los durante o ato no banheiro da escola e pedir para repetirem enquanto ele filmava.

A mulher de 68 anos, que não foi identificada, encontrou as crianças tendo relação íntima no banheiro de uma creche na província de Gauteng, centro de África do Sul, em fevereiro.

Ela, então, levou as crianças para seu escritório junto com outros professores onde as forçou a ter relações novamente para que filmasse e pudesse mostrar aos pais dos menores.

Diretora do jardim de infância está enfrentando pena de prisão perpétua ao obrigar um menino de dois anos ter relação íntima com uma menina de cinco, após encontra-los durante o ato no banheiro.

Após os pais das crianças serem informados do que estava acontecendo, eles chamaram a polícia que prendeu a diretora. Não se sabe se os pais viram as filmagens.
Ela pode enfrentar a vida atrás das grades.

Fonte: DailyMail

Regionais : Mulher é presa após mostrar filho de coleira e comendo ração
Enviado por alexandre em 27/05/2015 22:55:59


Ayra Dela Cruz Francisco foi presa após publicar fotos de seu filho sendo arrastado por uma coleira em uma rede social. Ela foi encontrada pela polícia, que iniciou uma busca depois do caso repercutir na internet

Ela recebeu diversas críticas pelo tratamento desumano dado ao seu filho, que aparece pelado e agachado próximo a uma tigela com ração de cachorro.

Após a prisão, a mulher está sendo avaliada psicologicamente por especialistas e a criança foi entregue ao Departamento de Assistência e Desenvolvimento Social das Filipinas.

Fundadora da ONG No Longer Victims (Vítimas Nunca Mais), entidade que visa alertar as pessoas sobre todas as formas de abuso e fornece ajuda para proteger e resgatar vítimas, a ativista Lurleen Hilliard viu as imagens na internet e denunciou a mãe por abuso infantil

– Quando vi as imagens, fiquei furiosa. Meu sangue estava fervendo, literalmente em ponto de ebulição. Casos como esse não podem ser tolerados. Nós, como sociedade, temos que lutar contra o abuso de crianças.

FONTE:
Com informações do R7

(1) 2 3 4 ... 8260 »